23 de janeiro de 2013

52 objetos - no. 21


Objeto no. 21 - penteadeira e cadeira
Onde está - hoje em dia, no quarto de hóspedes na casa dos meus pais. Mas ficava no meu quarto quando era pequena, até... acho uns 15 anos.
Quantidade - 1
Escolhido porque - Meu avô (pai do meu pai) era marceneiro e ele que fez esses móveis pra mim. A oficina do meu avô chegou a ter 10 funcionários nos bons tempos. Eram móveis simples, mas de boa qualidade. Quando ele fechou a oficina, ele começou a fazer móveis pra família. Minha tia levava fotos da famosa loja Objeto, de São Paulo e ele fazia igual, só de olhar! Eu não sei de onde veio a inspiração para esse meu móvel, mas tem a cama também, com coração na cabeceira. Além de ser um móvel de família, acho um luxo ter tido uma penteadeira :) apesar de a maior parte do tempo ela ter sido usada como suporte pros meus ursinhos de pelúcia. 

7 comentários:

misslazyhasababy disse...

Eu acho um luxo eh ter um avo (ou alguem na familia) tao talentoso. Como gostaria de ter moveis sob medida e de boa qualidade sem ter que pagar os olhos da cara e mais um pulmao para te-los. Fora o amor e carinho que vem com o movel; nao tem preco!

Voce acha que um dia vai trazer todos esses objetos que estao no Brasil pra sua casa aqui?

Raquel disse...

Além de lindo, lembra bons sentimento. Parabéns.

Anônimo disse...

Esses móveis todos feitos pelo papai para os filhos têm muitas histórias. Foram feitos com muito amor pela profissão, mas, principalmente, pelos filhos. Muito importante que as fotos dele entrem na "nuvem" da internet.

Dedé disse...

Chris, pois é... um orgulho ter alguém tão talentoso na família. Mas ele fez questão que todos os filhos estudassem, para não terem uma vida tão dura quanto foi a dele.
Mas realmente, é um móvel especial :)

Eu gostaria muito de trazer todos esse objetos que eu coloco aqui e que ainda estão no Brasil para a minha casa daqui. Se eu vou ter espaço um dia pra tudo, aí é outra história... haha

Helô Righetto disse...

dé, vc precisa trazer esseus seu objetos pra cá!

Isabela Herbetta disse...

Um amor de penteadeira. Muita sorte mesmo você ainda ter todos esses móveis e objetos queridos da infância! Eu, morando em apartamento, sempre tive que passar por altas renovações, tipo pra entrar algo novo tem que sair algo velho sabe? E nessas algumas peças queridas se perdem! Adorei a história do seu avô! Bjos

Mariana disse...

Concordo com o que a Isabela falou, Dé. Você tem sorte por ter peças como esta por perto. Aqui em casa, tenho uma escrivaninha que ganhei do meu avô. Não foi ele quem a fez, mas a carrego com carinho pra todo canto que vou. Mas é uma pena ter que se desfazer de lembranças boas como estas por falta de espaço...
Continue guardando a sua com muito carinho!
Beijão.